Como o Carro Elétrico Vai Impactar Você


carro elétrico vai impactar

 

Você ainda duvida, que o carro elétrico vai impactar a indústria automobilística?

A quantidade de lançamentos de veículos elétricos vem crescendo de forma sustentada ao longo dos anos. Uma medida desse aumento são os registros de vendas desse tipo de carro. De acordo com dados do portal Evobsession, em maio de 2017 foram 21 mil carros elétricos registrados no mercado europeu (considerando os top 20). O crescimento do carro elétrico em relação ao mesmo mês de 2016 foi de 48%.

Na América do Norte, a montadora que tem roubado a atenção da imprensa e nova queridinha dos consumidores não é nenhuma das gigantes de Detroit (Ford, Chrysler e GM), mas sim a Tesla Motors. Fundada por Elon Musk, mesmo homem forte por trás da Space X  e da PayPal, os modelos da Tesla são o exemplo vivo de como o carro elétrico vai impactar o mundo contemporâneo.

Tanto por parte de consumidores como de montadoras, a tendência é que o motor elétrico, uma tecnologia de muitas e muitas decadas de idade, irá substituir seu irmão mais mais ruidoso e poluente. Mas qual o impacto disso na sua vida? Como o carro elétrico vai impactar você? O que os futuristas carros da Tesla representam para nós? Vamos discutir um pouco sobre isso agora. Quer vir com a gente?

 

Quebra de paradigma e novas cadeias

A indústria automobilística é fundada em alguns componentes clássicos. Um motor a combustão “roncando”, expelindo fumaça pelo escapamento quase como se estivesse respirando, é praticamente uma cena de cinema. Bom, pelo menos para a maioria dos amantes do automobilismo ou grande parte da sociedade, especialmente no Brasil.

Mas com o passar dos anos esse amor tem se tornado muito complicado, tem sido muito desgastante manter a relação sem nenhum ajuste. Os problemas que os motores à combustão trazem para as grandes cidades e para o meio ambiente como um todo têm cobrado um preço caro.

Os irmãos beberrões dos limpos e saudáveis motores elétricos são responsáveis por grande parte da má qualidade do ar urbano. Eles estão diretamente ligados a uma série de problemas de saúde, que nos afligem. Isso sem mencionar a sua contribuição para o efeito estufa, a cereja do bolo centenário que a queima de combustíveis fósseis foi confeitando ao longo do tempo.

 

Reformulação na indústria

O primeiro grande impacto do carro elétrico na vida contemporânea diz respeito à mudança de paradigma na indústria. A motivação vem sobretudo das pressões ambientais e mais recentemente pela própria dinâmica de mercado, com o surgimento de grandes players como a Tesla Motors.

A soma de conscientização de consumidores de um lado, pressões por melhores padrões de qualidade de vida e metas de redução de emissões de CO² de outro, são o pano de fundo que está virando a chave na indústria.

O petróleo continua firme, e sua importância para o capitalismo moderno é tão arraigada, que não há quem duvide que essa indústria será resiliente ainda por longas décadas. Mas a introdução do carro elétrico em massa trará um grande reformulação, e nem todos players do mercado vão sobreviver.

Muitas empresas irão quebrar por não estarem preparadas, e duvidarem que o carro elétrico vai impactar seu negócio. Fornecedores que não acompanharem o ritmo de inovação também tendem a ficar para trás. As gigantes de energia e grandes distribuidoras de combustíveis estão na linha de frente. Com as frotas que consomem os bilhões de barris de combustível se aposentando, não há trincheira onde se esconder.

Como sobreviver a essa disrupção?

As montadoras, inteligentemente, estão elas mesmas tomando as rédeas do processo de transição. São das fábricas da Renault, Mitsubishi e BMW, que saem os três modelos mais vendidos de carros elétricos da Europa.

Embora a Tesla seja uma novidade, uma indústria puro sangue no mercado de carros elétricos, as principais montadoras continuarão a figurar nas concessionárias. Mas a cadeia industrial por trás delas terá passado por um grande processo de seleção natural, tão brutal quanto a conhecido  processo de Darwin.

Se por um lado a indústria vai viver uma reformulação em suas cadeias de suprimentos e geração de valor, qual a diferença para o consumidor? Em especial, para o motorista?

 

 Qual a diferença de dirigir um carro elétrico para um convencional?

Elon Musk chegou a prometer que o seu model-S vai cobrir a mesma distância de um sedan tradicional a combustão e será vendido por 30 mil dólares em 2020. Preço competitivo para a classe do carro (conheça o model-S aqui).

Dirigir um carro elétrico não é tão diferente de um carro tradicional. A grande diferença é a ausência de barulho e vibração, o que pode fazer o motorista estranhar na primeira vez. Via de regra, os modelos são automáticos. As outras diferenças que podem causar alguma estranheza são a aceleração rápida e o processo de frenagem mais natural. Conheça uma boa descrição de como é dirigir um carro elétrico nesse link.

Claro que modelos diferentes terão níveis diferentes de dirigibilidade. Mas de forma geral, o carro elétrico trará mais silêncio e uma dirigibilidade mais natural. A convivência com os primos barulhentos dependentes de combustíveis fósseis pode esconder um pouco esses impactos nos primeiros anos. Porém, certamente chegará o momento em que aquele ruído eterno que todo morador de grandes cidades conhece chegará ao fim. Ou pelo menos muito perto disso.

Os outros impactos imediatos são no modo de “reabastecer” o carro e nas implicações ambientais. A ausência de emissões de gases impactará diretamente na qualidade de vida urbana. As cidades se tornarão mais saudáveis e menos poluídas e cinzentas. Os carros serão recarregados em casa ou em tomadas especiais instaladas em carregadores específicos ao longo das cidades. Uma infraestrutura ainda escassa e por ser construída. Já imaginou uma cidade sem postos de combustíveis? Aliás, como será que as grandes bandeiras de distribuição de combustíveis vão se adaptar à nova realidade? Está claro, que o carro elétrico vai impactar também essa indústria.

 

Considerações finais

Ao contrário de perigosos postos de combustível, os carros serão abastecidos em casa, ligando a bateria na tomada, ou em carregadores especiais instalados pelas cidades. A ampliação dessa infraestrutura e o ritmo de queda nos preços e no aumento da autonomia são as variáveis que vão determinar o ponto de inflexão no mercado. Todos os indicadores apontam para uma aceleração, e cada vez maior penetração dos modelos elétricos. Os players que não levarem em conta que o carro elétrico vai impactar toda a cadeia produtiva, pagarão as consequências disso.

Os impactos do carro elétrico vão desde a reformulação industrial, até um novo padrão de dirigibilidade e qualidade de ar, principalmente em grandes cidades. No mercado brasileiro a novidade terá um tempo mais alongado, com preço caindo mais lentamente. Mas não será exceção à regra. No futuro não muito distante os carros elétricos farão parte das escolhas dos motoristas brasileiros, como qualquer outro carro convencional.

 

 

Summary
Como o Carro Elétrico Vai Impactar Você
Article Name
Como o Carro Elétrico Vai Impactar Você
Description
A quantidade de lançamentos de veículos elétricos vem crescendo de forma sustentada ao longo dos anos. Uma medida desse aumento são os registros de vendas desse tipo de carro. De acordo com dados do portal Evobsession, em maio de 2017 foram 21 mil carros elétricos registrados no mercado europeu (considerando os top 20). O crescimento do carro elétrico em relação ao mesmo mês de 2016 foi de 48%.
Author
Publisher Name
Tek Ideia
Publisher Logo

Entre Para Nossa Lista e Ganhe Esse Lindo Infográfico Sobre Redes Sociais

Oswaldo Bayard

Oswaldo Bayard

Engineer, with many years of road. Married to Val Cristina, Adriane, Bruno and little Christian's father, all Bayard. Passionate about new technologies, and their practical applications. Fluminense (brazilian soccer team) and Houston Texans fan. Life lover...

Website: https://www.tekideia.com/en

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.